Como o COVID-19 mudou a administração de imóveis.

Após 6 meses da pandemia COVID-19 verificamos o impacto severo em quase todas as empresas, incluindo as Administradoras de Imóveis, e também os profissionais liberais da área. 

Desde o surto do coronavírus com início em março aqui no Brasil , muitas pessoas perderam seus empregos, as empresas fecharam e as atividades diárias “normais” foram drasticamente restringidas. 

Para os administradores de imóveis, a crise do coronavírus trouxe desafios únicos. Distanciamento social, exigências de permanecer em casa, restrições de viagens, horário de funcionamento reduzido, etc.

Efetuar procedimentos básicos de cobrança de aluguel e realizar manutenção, se transformaram em desafios que afetaram os administradores e locadores.

Para superar essas dificuldades e evitar a propagação do vírus, os profissionais administradores e proprietários independente de locação de imóveis comerciais ou residenciais tiveram que se adaptar rapidamente.

Foi necessário entrar de “cabeça” na era digital e se conectar com clientes (sim, seus locatários!) sem contato físico.

Então, o que essas mudanças significaram para a administração de imóveis? 

Como será a gestão de imóveis na era pós-COVID-19? 

As mudanças que os gestores e locadores estão fazendo agora serão de fato o “novo normal” ao lidar com inquilinos?

Digitalização da Administração de Imóveis

administracao-de-imoveis-covid-19

Devido ao distanciamento social, os administradores e locadores aprenderam a conduzir uma boa parte de suas locações virtualmente.

A pouco tempo atrás, nós encontrávamos com os possíveis inquilinos, mostram-lhes o imóvel, para que assinassem um contrato de locação de imóveis no papel.

Pois bem, a maior parte do trabalho agora é feita online!

A tecnologia baseada na nuvem tornou possível fazer a maioria das tarefas rotineiras da administração de imóveis remotamente.

Aqui estão alguns exemplos:

  • Apresentação virtual para mostrar imóveis para locação a inquilinos em potencial;
  • Uso de assinaturas eletrônicas para assinar contratos;
  • Uso aplicativos de administração de imóveis para cobrar aluguel, aceitar solicitações de manutenção e se comunicar com os inquilinos;
  • Realização de inspeções via aplicativo.

Comunicação acima de tudo

comunicacao-administracao-de-imoveis-covid-19

Sabemos que a maioria dos locatários enfrentou ou ainda enfrenta incertezas financeiras durante a pandemia, que Graça a Deus vem indicando queda nas projeções. 

O que pude acompanhar, é que os proprietários/administradores que foram proativos na comunicação com seus inquilinos acharam mais fácil encontrar soluções para problemas de pagamento de aluguel.

Sempre digo: Administradores de Imóveis que vêem a locação de imóveis com um negócio concentram-se no atendimento ao cliente, e o nosso cliente, na minha visão não se resume apenas o locador, mas também no locatário, este último é o motor econômico do vínculo locatício, portanto merece também a nossa atenção.

Percebi na pele a importância da comunicação proativa, e de como ela gerou boas negociações, para que ambas partes chegassem a um acordo para passar por essa turbulência juntos.

Gestão de Risco

gestao-de-risco-administracao-de-imoveis-covid-19

Riscos, mais do que nunca, estão na ordem do dia! Após a pandemia percebemos que já vivíamos em tempos de incertezas crescentes. A imprevisibilidade virou norma, não exceção.

É fundamental que esse tema esteja na agenda também dos Administradores de Imóveis, para que possam minimizar os efeitos prejudiciais dos riscos e tomar as decisões mais adequadas para evitar ou mitigar seus impactos, irei aprofundar sobre esse tema ainda aqui, aguarde!

Muita mudança ainda está a caminho, mas você sempre terá esse canal para te atualizar e te manter informado!

Proprietários e administradores de imóveis: como você adaptou suas práticas gerenciais após o Covid-19? Escreva nos comentários abaixo:

Posts Recomendados