O mercado de locações de imóveis em 2019.

Antes de ler minha análise para o mercado de locações de imóveis em 2019, no ano passado escrevi sobre o mercado de locações de 2018, que você pode ler, como retrospectiva.

Nova civilização

Estamos em uma época de mudança explosiva!

Muitos pensadores dos quais eu concordo, dizem que estamos emergindo em uma nova civilização, para muitos isso ainda pode soar como absurdo!

Mas, essa névoa se dar pela velocidade nunca antes vista de mudanças e quebra de paradigmas.

Prossumidores

Alvin Toffler em seu livro a Terceira Onda – a morte do capitalismo e o nascimento de uma nova civilização, de 1980, criou este neologismo para indicar o novo papel do consumidor na sociedade pós-moderna.

O avanço dessa nova configuração de mercado é identificado pelas atividades de auto-ajuda, o D.I.Y (Do It Yourself , em português: faça-você-mesmo), ou o prossumo.

Já naquela época descreveu o cenário econômico que estamos vivenciando nos dias de hoje.

Onde o mercado se divorcia do produtor e consumidor, e aumenta o envolvimento do cliente em tarefas que antes eram feitas apenas por terceiros.

Só que agora com muito mais poder de escolha e participação.

“Em vez de se graduarem as pessoas pelo que possuem, como faz a ética do mercado, a ética do prossumidor dá um alto valor ao que elas fazem.”

A consolidação do prossumidor alterará decisivamente todo nosso pensamento econômico.

A transformação de posse em acesso

O conceito de propriedade que era tão importante está sendo transformado.

É o que diz Rifkin um dos pensadores sociais mais renomados da atualidade em seu livro a Era do Acesso (2000) e Custo Marginal Zero – a internet das coisas, os bens comuns colaborativos, e o eclipse do capitalismo (2014).

A relação entre vendedor e comprador é substituída pelo acesso, ocasionando mudanças disruptivas nas relações comerciais.

Os produtos se transformam de bens para serviços, colocando o físico como item auxiliar.

Já que a prestação do serviço que está incluso é o fator determinante para decisão de compra, pelo simples fato que os produtos viraram commodities.

A nova geração está dando mais enfase acesso do que a posse, e consequentemente desconsiderando a venda em si.

Mas, dando relevância de como uma empresa pode gerar valor e ser uma promotora de soluções.

O produto material em si está sendo cada vez menos o centro das atenções nessa economia onde cada vez mais tudo é serviço.”

Ao invés de vender seus produtos, empresas estão doando-os e cobrando pela administração, atualização e outros serviços.

Alugando um estilo de vida

O perfil dos locatários também está mudando!

Isso será mais perceptível no mercado de locações de imóveis em 2019.

Alugar um imóvel sempre foi considerado um estigma social de uma pessoa mal sucedida.

Imóveis alugados era preponderantemente por famílias com baixa renda, solteiros, ou casais que ainda não tinham recursos iniciais para adquirir a casa própria.

Porém, a nova geração está valorizando mais o acesso a serviços e experiências.

Uma forma de obter maior comodidade e mobilidade sem assumir grandes responsabilidades.

Para mim essa é uma tendência consolidada!

Onde o mercado de alugueis terá uma grande participação no mercado imobiliário, transformando o imóvel também em uma experiência a ser acessada.

Propriedade como Serviço (PaaS)

Efeito Wework

O sucesso do WeWork, empresa americana que fornece espaços compartilhados de trabalho, que recentemente passou a se chamar de We Campany, está expandido seus negócios também para construção de unidades residenciais e educação.

Portanto, demonstra a sua perspicácia em entender essa mudança.

Devido a essa inovação o espaço como serviço é o futuro do setor imobiliário, isso também está ligado ao mercado de locações de imóveis em 2019.

Digo que os locadores de imóveis comerciais estão mudando de recebedores de alugueis para prestadores de serviços.

A nova organização de trabalho vem se transformando nos últimos anos, gerada principalmente pela telecomutação (maneira de substituir qualquer forma de deslocamento relativo ao serviço, devido a tecnologia), que proporciona total flexibilidade.

Mercado de locações de imóveis em 2019: Imóveis Compartilhados

mercado de locações em 2019

Entrou em vigor em dezembro de 2018 a lei que regulamenta o instituto jurídico da multipropriedade.

A norma altera o Código Civil e Lei dos Registros Públicos, além de delimitar questões sobre a transferência e a administração da propriedade compartilhada.

De acordo com a norma, a propriedade compartilhada é o regime de condomínio em que cada um dos proprietários de um mesmo imóvel é titular de uma fração de tempo.

À qual corresponde a faculdade de uso e gozo, com exclusividade, da totalidade do imóvel, a ser exercida por seus proprietários, de forma alternada.

Segundo a última edição do estudo mercadológico “Cenário de Desenvolvimento de Multipropriedades no Brasil”, divulgado durante o 6º Adit Share:

No ano de 2013 a oferta de empreendimentos turísticos que adotavam o sistema de multipropriedade era de apenas dois.

Em 2017 este número saltou para 54, em 2018 chega a 80, movimentando mais de R$ 16 bilhões. 

Com a regulamentação de imóveis compartilhados o mercado de locações de imóveis em 2019 tendem a crescer e ganhar mais adeptos nesta modalidade.

Um boa oportunidade para quem deseja comprar um imóvel de segunda moradia, por exemplo.

Pois não há o peso de contas de consumo, manutenção constante, e ainda poder rentabiliza-lo quando não estiver em uso pessoal.

Built to Rent (Construído para Alugar)

mercado de locações em 2019

O BTR, é uma modalidade de construção e desenvolvimento de imóveis projetados para aluguel em vez de venda.

Construir para alugar é adequado às preferências de uma geração mais jovem, que já demonstram não terem uma preocupação iminente em adquirir uma casa quanto seus pais. 

Também está melhor alinhado com um mercado de trabalho em mudança, com trajetórias de carreira mais incertas, como demonstra Rifkin no seu livro O Fim dos Empregos (1995).

Muitos dos principais operadores no mercado de BTR focam na qualidade da prestação de serviço.

Comodidades como coworking, restaurantes, academias, piscinas, horta compartilhada, banda larga, etc., aqui no Brasil o destaque vai para a Construtora Vitacon.

Mais detalhes de opções de imóveis destinados para renda no Brasil, só entrar em contato pelo link aqui.

Mercado de locações de imóveis em 2019 e o Choque do Futuro

mercado de locações em 2019

Parafraseando o próprio Alvin Toffler:

O choque do futuro é um fenômeno relacionado com o tempo, um produto com um ritmo extremamente acelerado das transformações que ocorrem na sociedade.

É exatamente o que está acontecendo também com este mercado.

O meu olhar para o mercado de locações de imóveis em 2019 é que o aluguel de imóveis seja um fator de desencadeamento para novas habitações.

A medida que alguns imóveis se tornam menos valiosos (no sentindo de características que não mais atraem o cliente) ou obsoletos (no sentido do estado de conservação), os arranjos que proprietários e inquilinos fazem terão agora mesmo que se adaptar.

É por isso que esse blog existe!

A partir desse canal exclusivo sobre locações de imóveis, prestamos consultoria locatícia para todo o Brasil.

Já foram centenas de atendimentos realizados.

Desde a elaboração de diagnostico de mercado, soluções de conflitos, e assessoria no processo de locação, tanto imóvel residencial ou comercial.

Seja você um propagador de mudanças e colha os frutos por entender a nova direção do mercado de locações de imóveis em 2019.

Até a próxima!

Posts Recomendados